sexta-feira, 9 de maio de 2014

FELIZ DIAS DAS MÃES!


Evento de Entrega do Título de Cidadão Itanhaense ao Deputado Jorge Caruso e Posse dos membros do PMDB-JOVEM




Na noite de 08-05-2014 no Clube Náutico de Itanhaém, o Vereador João Carlos Rossmann, entregou o Título de Cidadão Itanhaense ao Deputado Jorge Caruso - PMDB. Nesta  noite, a Presidente do PMDB Michelle Poitena deu posse aos membros do PMDB - JOVEM, onde teremos como nosso Presidente do PMDB-JOVEM o jovem Rafael Campos, que encontra com muita garra e força de vontade para trabalhar, almejando com o público jovem, benefícios à nossa querida Itanhaém. Fomos muito bem prestigiados com a presença de nossas autoridades locais, Prefeito Marco Aurélio, Vereador Rogélio e Vereador Kakulé, autoridades de outros Municípios tais como nosso querido Frank Aguiar e Presidentes do PMDB dos Municípios vizinhos Mongaguá, Peruíbe, Itariri e Pedro de Toledo. Tivemos um número grande de público presente. Obrigado ao Vereador João pela iniciativa! AVANTE PMDB!






quinta-feira, 8 de maio de 2014

“Vereadores que aprovaram a Lei Geral merecem nossos aplausos”, afirma Zé Roberto



Ex-presidente da Associação Comercial de Itanhaém e atualmente vice-prefeito da cidade, o empresário José Roberto Pereira do Nascimento (PMDB) elogiou nesta semana os oito vereadores que votaram a favor da Lei Geral Municipal da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

A Lei Geral foi aprovada na última sessão e recebeu oito votos favoráveis: Tiago Cervantes, Flávio Abbasi, Cícero Kakulé, Rogélio Salceda, Hugo Di Lallo, Rodrigo Dias, João Rossmann e Dr. Alder. A bancada da oposição optou por não votar.

Zé Roberto foi o idealizador da Lei Geral em sua passagem pela presidência da Associação Comercial de Itanhaém (ACAI). “A tramitação foi demorada mas conseguimos a elaboração da lei e sua aprovação pelos oito vereadores”, disse.

Na prática, a nova lei tem o objetivo de modernizar o ambiente empresarial no município e vai favorecer, principalmente, as condições de trabalho das pequenas e médias empresas instaladas em Itanhaém. O projeto recebeu o voto favorável de apenas oito vereadores.

A nova regulamentação representa um grande avanço na economia local. A lei cria uma série de facilidades tributárias e de negócios, como o tratamento diferenciado em licitações públicas.

Em julho do ano passado, um grupo de trabalho foi criado para elaborar a minuta do projeto. A formatação da redação da lei teve a participação de diretores da Associação Comercial e do Sebrae.

O governo não tem poupado esforços para aquecer a economia no município. No início de 2013, a alíquota do ISS teve redução de 50% para 53 atividades comerciais. Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o setor comercial registrou crescimento de 27% no primeiro ano da gestão Marco Aurélio.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Vice-prefeito de Itanhaém participa de audiência com ministro da Saúde


Vice-prefeito de Itanhaém participa
de audiência com ministro da Saúde

Em Brasília, José Roberto apresentou as demandas no município e falou
sobre a necessidade de apoio no custeio da urgência e emergência

O vice-prefeito de Itanhaém, José Roberto Pereira do Nascimento, representou a Cidade em audiência coletiva, dia 23 passado, com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, em Brasília. Todas as cidades da Baixada enviaram representantes. No encontro, ficou definido que a Baixada Santista e o Vale do Ribeira terão um plano diretor da Saúde para a definição de metas a curto, médio e longo prazos. A iniciativa terá a assessoria de técnicos do Ministério da Saúde e envolverá o Estado e as nove prefeituras locais. A reunião serviu para discutir estratégias que fortaleçam o Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as necessidades das duas regiões (Baixada Santista e Vale do Ribeira) estão a falta de leitos e a necessidade de melhorar e organizar as ações de Atenção Básica, o que deve diminuir o número de internações e desafogar os prontos-socorros.

O vice-prefeito José Roberto Pereira do Nascimento disse que Itanhaém tem procurado seguir nessa direção, reforçando o quadro de médicos e reestruturando a chamada atenção básica. “Há um consenso de que a contrapartida do Governo Federal precisa ser revista, pois o que é repassado para os municípios é insuficiente para garantir o custeio da estrutura da saúde”. Ele estava acompanhado do secretário de Governo, André Caldas.

sexta-feira, 7 de março de 2014